09/09/2013

Cofen aprova Política de Segurança da Informação

Com a Política, todos os servidores do Cofen assinarão termos de responsabilidade de usos de recursos computacionais

Com o intuito de estabelecer regras gerais para o uso apropriado e seguro dos recursos computacionais, redes de computadores e serviços de correio eletrônico foi aprovada pelo Plenário do Cofen a Política de Segurança da Informação. O documento foi analisado durante a 431ª Reunião Ordinária do Plenário (ROP), desta quinta-feira (5), na sede da autarquia, em Brasília-DF.

A Política traz um conjunto de normas para o correto uso de equipamentos de informática, de sistemas e da rede de comunicações; uso do serviço de correio eletrônico e atualização dos sítios de internet e intranet. Para o Chefe do Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação (DTIC), Marcelo Persegona, a aprovação da Política de Segurança da Informação representa mais um passo para se alcançar a excelência na gestão. “A ideia é internalizar nos procedimentos do dia a dia as boas práticas do Governo Federal e empresas privadas ao estabelecer normas que regem e atribuem responsabilidades aos diversos servidores da autarquia”, aponta Persegona.

A aprovação da Política apresenta um exemplo do compromisso pelo Plenário do Cofen em dar continuidade às questões apontadas como fundamentais para a efetividade das políticas organizacionais. A questão sobre as normas que regem a gestão da informação foi apontada no último Seminário Administrativo do Sistema Cofen/Conselhos Regionais como um ponto sensível. Assim, a partir da aprovação da Política pelo Cofen, os demais conselhos regionais podem ter um modelo de referência para suas próprias políticas de segurança da informação.

Além das regras e mecanismos para a aplicação dos conceitos elencados pela Política, o documento aponta também as sanções que podem ser aplicadas aos servidores que não seguirem determinadas condutas. Na prática, a instituição passa a ter um amparo de cobrar condutas éticas com base no uso da política da informação.

O próximo passo, de acordo com a DTIC, será a conscientização dos servidores a partir de cursos sobre o uso correto e seguro dos recursos computacionais da autarquia.

Com isso, todos os servidores do Cofen assinarão um termo de responsabilidade de usos de recursos computacionais e um termo de credenciamento padrão de usuário na rede computacional. Ambos os documentos, além da íntegra da Política de Segurança da Informação podem ser conferidas abaixo.




  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115