14/11/2013

Coren-AM inicia campanha de orientação para o uso do jaleco

O Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM), iniciou esta

imagem01O Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM), iniciou esta semana a campanha de conscientização para o uso correto do jaleco, pois este acessório somente deve ser de utilização exclusiva nas unidades de saúde. A iniciativa partiu após serem observados profissionais da saúde utilizarem o jaleco nas ruas, bares e restaurantes próximos aos hospitais. A prática facilita o transporte de micro-organismos, levando bactérias diferenciadas para o meio externo.

A questão é uma orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS) que o uso do jaleco seja restrito ao local de trabalho. O avental serve para proteger o profissional, do ambiente insalubre que é o hospital. Ali estão bactérias multirresistentes, isto é, que poucos antibióticos funcionam contra elas e que são muito mais raras na comunidade, saindo do hospital, o avental deve ser rapidamente guardado em um saco plástico de preferência, para evitar que suje e que outras pessoas menos avisadas possam se expor a um risco desnecessário, entrando em contato com essa flora bacteriana hospitalar.

Espírito Santo, Paraná, São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro são alguns estados que já proibiram o uso dos jalecos fora do ambiente hospitalar e quem infringir a norma tem que pagar uma multa em dinheiro.

Contaminação:

Todas as pessoas são colonizadas por uma flora normal de bactérias seja na pele, na garganta ou no intestino, que não traz danos quando em estado de equilíbrio. O perigo é que os jalecos levam germes que já aprenderam a ser mais resistentes para indivíduos que ainda não estão doentes.

Uma das maiores dificuldades do controle das infecções hospitalares é convencer a todos da importância de medidas simples como a limpeza das mãos e os cuidados com o uniforme na prevenção de doenças graves.




  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115