27/02/2018

Serviço terceirizado de Enfermagem é debatido em Fórum

Na manhã desta terça-feira, 27, ocorreu o primeiro Fórum organizado

Na manhã desta terça-feira, 27, ocorreu o primeiro Fórum organizado pelo Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM), com o tema: Serviço da Enfermagem Terceirizada no Cuidado ao Paciente”.

O evento aconteceu no Auditório da Escola Superior de Ciências da Saúde da Universidade do Estado do Amazonas – ESA/UEA e contou a presença de 100 pessoas. Dando início ao encontro o presidente do Coren-AM destacou a importância da união na categoria nesses eventos para que lutem juntos e reivindiquem melhorias para a classe como piso  salarial, pagamento sem atraso, fiscalizações para detectar acúmulo de trabalho, desvio de função, entre outros problemas que a Enfermagem enfrenta. Diante disso, o Conselho visa algumas fiscalizações conjuntas. “Nos próximos anos a nossa gestão trabalhará conjuntamente com Defensoria Pública, Sindicatos, Promotoria, enfim, todos os órgãos que querem o melhor para nossa sociedade, o melhor para as profissões e o melhor para os pacientes”, destacou.

A mesa estava composta pelo Defensor público Titular da Defensoria Pública Especializada na Promoção e Defesa dos Direitos relacionados à Saúde, Arlindo Gonçalves Neto, representante do Sindpriv, Enfermeira Graciete Mousinho e o representante da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego no Estado do Amazonas, Francisco Edson.

Todos que estavam presentes assistiram a palestras e ficaram por dentro do que cada órgão e sindicato estão fazendo para alcançar o objetivo de valorizar a Enfermagem no tocante à aprovação do piso salarial, bem como ao trabalho da enfermagem terceirizada.

Nas palavras do Defensor Público “de um lado se privatiza a saúde pública, do outro as pessoas são levadas a gastar com plano de saúde privada e as consequências disso é que as pessoas que têm acesso ao plano de saúde barato que deveria ser complementar, não são bem servidas, terminam recorrendo ao SUS”.

Outros assuntos tratados durante o Fórum destacaram a NR32 que regulamenta as diretrizes básicas para implementação de medidas de proteção à segurança e à saúde dos trabalhadores dos serviços de saúde, a visibilidade das manifestações que acontecem em frente à hospitais, mas que não atingem o alvo esperado porque não há uma união da classe trabalhadora, reuniões sobre o piso salarial, entre outros.

Após a exposição de cada assunto os participantes tiveram a oportunidade de direcionar perguntas aos palestrantes, tirar dúvidas, questionar e contribuir com o Fórum.

 

FONTE: Ascom/Coren-AM




  • BannerLateralEdimensionamento-207x117
  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115