13/08/2018

Coren participa de inspeção realizada pelo Ministério Público ao hospital de Itacoatiara

No último dia 8, a gestão do Conselho Regional de

No último dia 8, a gestão do Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas esteve presente no município de Itacoatiara para a inspeção no hospital geral José Mendes. A ação mediada pelo Ministério Público e atuação de outros órgãos fiscalizadores como o Conselho de Farmácia, Medicina, Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros e o Núcleo de Apoio Técnico/ NAT do MP-AM constatou irregularidades na instituição, além de problemas estruturais. Dentre eles, equipamentos inoperantes ou funcionando em desacordo com as normas técnicas.

Segundo a fiscal do Coren, Sabrina Teixeira, foram encontradas ainda irregularidades quanto aos procedimentos administrativos como adequação ao Manual de Normas e Rotinas, Procedimento Operacional Padrão (POP), e o grave problema da ausência de enfermeiros no período noturno no setor de centro cirúrgico.

Além da inspeção os profissionais receberam capacitação sobre o novo Código de Ética. “Visitamos as instituições de saúde, distribuímos o Código de Ética, levamos capacitação tendo em vista aproximar o Conselho da categoria. Estamos mostrando um Coren atuante e preocupado com as condições que as instituições têm dado para a categoria exercer a profissão, com isso os profissionais não tem condições de oferecer uma assistência digna e de qualidade para a população”, explicou o presidente Sandro André.

Em conversa com a subsecretária municipal de saúde, Rejane Mota Rêgo, o Conselho pediu uma atenção especial às condições de trabalho dos enfermeiros, auxiliares e técnicos de enfermagem do município.

Além da inspeção conjunta com o MP, o Coren-AM visitou outras cinco unidades de saúde durante os dias 9 e 10, UBS’s José Resk Maklouf, Maria da Paz Litaiff, Paulo Gomes da Silva, Nicolas Euthenes e Santo Antônio. Da mesma forma foram notificadas por ausência de escala, ausência de POP, responsável técnico, ou seja, total falta de adequação às normas.

No auditório do hospital os profissionais tiveram acesso aos serviços do Departamento de Registro e Cadastro (DRC). Ao todo, foram realizados 86 atendimentos entre parcelamento, primeiro registro, substituição e renovação de carteira.

 

FONTE: Ascom/Coren-AM




  • BannerLateralEdimensionamento-207x117
  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115