20/01/2021

Força Nacional de Fiscalização realizará ação em Manaus com foco na pandemia

A Força Nacional de Fiscalização do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem (FNFIS), realizará, de 20 a 23 de janeiro de 2021, operaçã ...

A Força Nacional de Fiscalização do Sistema Cofen/Conselhos Regionais de Enfermagem (FNFIS), realizará, de 20 a 23 de janeiro de 2021, operação de fiscalização em Manaus-AM e no interior do estado. A ação, que contará com a presença de 12 fiscais e 04 conselheiros regionais, vai verificar condições de assistência de Enfermagem que afetam diretamente na qualidade do atendimento prestado a pacientes com suspeita e/ou confirmação de Covid-19.

O apoio da FNFIS foi solicitado pelo Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM), parceiro da operação. “Atendemos prontamente o pedido de reforço do Coren-AM para assegurar a continuidade da fiscalização, buscando a segurança dos pacientes e profissionais diante do colapso sanitário”, afirma a presidente do Cofen, Nádia Ramalho.

Os fiscais vão verificar questões relacionadas ao exercício profissional que colocam em risco a assistência prestada ao paciente, como o dimensionamento adequado de profissionais atuantes no combate à Covid-19, condições de descanso, quantitativo e qualidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI), insumos, e condições de trabalho – aspectos técnicos e de segurança que podem repercutir na assistência -, identificação do exercício ilegal/irregular da Enfermagem, bem como avaliar a organização do serviço de Enfermagem em cada unidade de Saúde.

Para esta operação, foram priorizadas instituições de grande porte da capital Manaus, que concentra maior número de pacientes com Covid-19 e que detém o maior quantitativo de profissionais de Enfermagem. Foram selecionadas 18 instituições de saúde, entre Hospitais, Maternidades, Serviço de Pronto Atendimento (SPA), UPA, entre outras.

Atuam no estado do Amazonas mais de 50 mil profissionais de Enfermagem, sendo 12.013 enfermeiros, 35.407 técnicos e 3.212 auxiliares. Dados do observatório da Enfermagem mostram que 519 profissionais de Enfermagem morreram vítimas de Covid-19, destes, 23 são do estado do Amazonas.

“A situação do Amazonas revela o descaso diante de uma tragédia anunciada. Falta oxigênio, equipamentos, leitos, e faltam também recursos humanos, insuficientes para fazer frente ao aumento de casos de covid-19, diante do relaxamento das medidas de prevenção. Agradecemos os reforços para continuar o trabalho de fiscalização, que busca sobretudo salvar vidas”, afirmou o presidente do Coren-AM, Sandro André.


Fonte: Ascom\Cofen - Coren-AM



  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115