10/08/2017

O melhor antídoto para a violência é o respeito

Em artigo, presidente do Cofen fala sobre violência contra Profissionais

Em artigo, presidente do Cofen fala sobre violência contra Profissionais de Enfermagem

 

Nos últimos dois meses, o Cofen tratou em suas redes sociais de um tema de extrema importância e urgência, não só para os profissionais de enfermagem, mas para todas as áreas da saúde. Falamos sobre a violência sofrida nos ambientes de trabalho, em todos os seus níveis e em todas as situações.

Com a campanha #RESPEITONAVEIA, buscamos o diálogo para discutir sobre o tema com os nossos profissionais e com todas as pessoas que quiseram colocar suas ideias, suas experiências.

Esse diálogo não termina com a campanha, estará sempre em pauta. Estará sempre em nosso radar para descobrir os casos, buscar soluções e, acima de tudo, coibir esse comportamento onde quer que ele aconteça.

É importante que os profissionais continuem participando, como fizeram na campanha. Que compartilhem com os Conselhos Regionais e com o Cofen as experiências, seus sentimentos, e que possamos ser parceiros no dia-a-dia.

Somos milhões de profissionais, estamos em todos os momentos de um atendimento – do acolhimento ao paciente quando chega ao hospital, a unidade básica de saúde, ou a uma emergência, até quando recebe alta, curado e medicado. E é durante esse percurso que acontecem a maioria dos casos de violência e desrespeito aos nossos profissionais.

São nesses momentos que o próprio profissional pode também descontrolar-se, cometer um erro. E são esses deslizes, de um lado e de outro, que temos que ser capazes de evitar, corrigir, até banir de vez do nosso cotidiano.

Ficamos felizes com tamanha participação em nossos canais digitais durante a campanha. Foram milhares deinterações, com os quais tivemos a oportunidade de esclarecer dúvidas, atender reivindicações, promover debates e, principalmente, incentivar que nossos profissionais participem e se engajem, cada vez mais, em nossas campanhas e projetos.

A intenção foi mesmo promover esse debate para buscar uma conscientização maior das pessoas sobre a importância do respeito no ambiente do profissional de enfermagem, com o intuito de alertar os profissionais e a população contra a violência. Também buscamos com a campanha valorizar os nossos profissionais, destacando o seu papel fundamental nas equipes de saúde e no dia a dia dos pacientes e familiares.

A denúncia sobre casos de violência é muito importante para que possamos agir. É papel dos Conselhos Regionais e do Cofen a apuração dos fatos e a defesa da categoria. Diversas insatisfações foram recebidas e encaminhadas aos respectivos Corens, que tiveram a oportunidade de responder esses usuários. E queremos que esse diálogo franco, aberto faça parte de nossa relação com os profissionais. Corrigir os erros, reconhecer os acertos e descobrir juntos novos caminhos, novas ações.

O trabalho da enfermagem quase sempre é realizado em ambientes tensos e precários. Lidamos com o imprevisível, pois tratamos de gente. Pessoas com dor, com perdas, com medo. Tratamos da vida, sempre querendo vencer a doença, curar a ferida, estancar a dor. Somos treinados para isso. Sabemos usar as palavras e os instrumentos do nosso trabalho. Mas não somos treinados para o desrespeito. Não precisamos passar por situações constrangedoras e até mesmo de risco.  Podemos e devemos evitar esses momentos.

Nosso mais eficaz antidoto para a violência é o respeito. E é pautado no respeito que queremos prosseguir com nosso trabalho, elaborando projetos, programas e campanhas que valorizem nossos profissionais e que possam contar com a sua participação e parceria.

 

MANOEL NERI

Presidente do Cofen




  • BannerLateralEdimensionamento-207x117
  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115