03/03/2021

Texto que previa cortes na saúde e educação é retirado da PEC Emergencial

Após pressão de entidades estudantis, sindicalistas e senadores de oposição,

Após pressão de entidades estudantis, sindicalistas e senadores de oposição, o senador Márcio Bittar retirou, na última sexta-feira (26), os cortes na saúde e educação do texto da PEC 186, que destinaria os recursos para o auxílio emergencial.

Para o relator, a PEC poderia ser derrotada caso insistisse nos cortes. Dessa forma, gastos mínimos com saúde e educação são mantidos. Novo texto da proposta de emenda à constituição deverá ser apresentado.

Protestos pressionaram o Senado

Contrários aos cortes da saúde e educação sugeridos pelo Projeto de Lei Orçamentária Anual (PLOA), várias entidades de classe da saúde, autoridades, movimentos e sindicatos estudantís protestaram.

A PEC deverá ser votada nesta quarta-feira (03).

Preocupados com os impactos na saúde do país, caso a PEC fosse aprovada com o corte de verbas, o Conselhos Federal de Enfermagem (Cofen) e o Conselho Regional de Enfermagem do Amazonas (Coren-AM) emitiram nota pedindo a retirada do trecho da PEC 186. 

Confira a Nota do Coren-AM

 

*Com informações do Correio Brasiliense 

 

 

 

 

 




  • banner_anaiss1-e1349203955613-207x115